Livros

Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os livros como companhia

Um blogue sobre livros, leituras, opiniões sinceras e isentas de interesses.

Os livros como companhia

Um blogue sobre livros, leituras, opiniões sinceras e isentas de interesses.

31
Mar17

Deborah McKinlay - A Mulher de Cabelos Loiros e o Homem de Chapéu

m.

Deborah McKinlay - A Mulher de Cabelos Loiros e o Homem de Chapéu; 4*

A Mulher de Cabelos Loiros e o Homem de Chapéu

Opinião

Quando compras um livro apenas pela capa....ah espera este veio de uma troca, ou seja a custo apenas de outro livro já lido. Adorei a capa, e ainda mais o titulo, quem se lembra de um titulo tão comprido???

Eve e Jack não se conhecem, vivendo mesmo em continentes diferentes, ela doméstica e ele um escritor. Eve após a morte da mãe, não consegue definir um rumo para a sua vida habituada a que a mão sempre a criticasse e por isso foi-se anulando como pessoa. A filha Izzy prestes a casar-se revela-se uma jovem quase parecida com a avó, mas a chegada do pai Simon e dos meios irmãos fá-la perceber, que existe família para além da avó.
Jack encontra-se sem inspiração, depois de relações falhadas, encontra em Eve o refúgio para desabafar e pedir conselhos e dar e receber receitas.
Um romance, diferente, com um toque de culinária e uma relação de amizade à distância. Que termina num encontro esperado.

31
Mar17

M. J. Arlidge - O Anjo da Morte

m.

M. J. Arlidge - O Anjo da Morte (Serie Helen Grace; livro 6); 4,5*

 

O Anjo da Morte  (Helen Grace, #6)

Opinião

Já disse que desde que li o primeiro livro desta série e deste autor, fiquei completamente arrebatada pela escrita, e pela personagem principal, Helen Grace?

Pois é o primeiro livro Um dó li tá, demorou-me o tempo de uma viagem de autocarro, menos de 4 horas, e ainda fiquei com tempo para pensar na história e apreciar a paisagem.

Um livro triste, porque encontramos a nossa heroína na prisão, uma injustiça e quem senão a sua melhor amiga Charlie, para provar a sua inocência.
A vida para Helen é um inferno dentro de um inferno, e uma sucessão de homicídios, desperta a agente que existe em Helen, e ela contra todos e contra tudo descobre um homicida que se auto-intitula O Anjo da Morte.
Uma história empolgante, que me deixou com receio e com um horror perante as situações que se passam dentro de quatro paredes, onde o ser humano se transforma e surgem amizades e alianças improváveis.
Um autor que me surpreende, a cada livro, quando penso que ele já escreveu tudo sobre a Helen, eis a reviravolta, e vamos aguardar ansiosa o próximo livro.

 

 

28
Mar17

Nora Roberts; Jill Gregory; Ruth Ryan Langan e Marianne Willman- Era uma vez um beijo

m.

Nora Roberts;Jill Gregory; Ruth Ryan Langan e Marianne Willman  - Era uma vez um beijo 3*

 

Era uma vez um beijo

Opinião

Quatro histórias independentes e escritas cada uma por uma autora, sendo para mim a mais conhecida, Nora Roberts.

Nora Robers; Um Mundo à Parte 2*

Uma história de muita fantasia, que me deixou um gosto amarguito na boca, não gostei muito, a história é demasiado previsivel, até para a autora.


Jill Gregory ; Impossível 2,5*

Um romance engraçadito sem ser espetacular, um pouco melhor que o anterior, e muitos beijos á mistura.
Ruth Ryan Langan; Selado com um Beijo 4* 

Uma história de encantar e de suspirar.

Marianne Willman; Beija-me 3*

Uma história com muito mistério.

23
Mar17

Emily Giffin - O lugar do coração

m.

Emily Giffin - O Lugar do Coração 4*

O Lugar do Coração by Emily Giffin

 

Opinião

Que livro tão fofinho, adorei a Kirby e a sua coragem. A Marian achei-a insegura, e não lhe consigo perdoar o não ter contado ao namorado a gravidez, porque estava mesmo a vê-lo aceitar e viverem os três felizes para sempre, assim ao não contar e dar a filha para adopção, fez uma família feliz. Um livro de emoções, com momentos tensos e emocionais.
Um romance com um final em aberto, que me apetecia ler a continuação, porque as personagens estão muito bem caracterizadas.
 Estou a lembrar-me da Kirby e do Philip, acho que mereciam também o seu livro e depois ai vermos a resolução do romance Marian e Conrad.....         

Uma autora que eu gostei desde o primeiro livro, uma escrita cativante, que nos prende, as personagens são sempre bem caracterizadas, e muitas vezes consegui rir das suas idiotices.

 

22
Mar17

Howard Norman - A Herança da Filha

m.

 

Howard Norman - A Herança da Filha 3*

A herança da filha

Opinião

Um autor desconhecido, com um principio de história dramático e arrepiante, o suicídio dos pais de Wyatt com poucas horas de diferença. Wyatt tem dezassete anos, e a perda dos pais abala-o q.b., quanto a mim.

Uma sucessão de tragédias acontece na vida de Wyatt, a morte dos pais, a ida para outra cidade, a atracção pela prima, os relatos de uma guerra mundial, que chega também á costa do Canadá, tudo descrito para a sua filha anos depois. Um relato na primeira pessoa, que me entusiasmou q,b., não simpatizei muito com o Wyatt, achei-o frio e distante.

20
Mar17

Tami Hoag - O Caminho do Inferno

m.

Tami Hoag - O caminho do Inferno- Série Oak Knoll; Livro 3; 4*

 

 O Caminho do Inferno  (Oak Knoll, #3)

 

Opinião

Desde que conheci esta autora, não perco um único livro, mesmo sendo editados pelo CL, e eu não sendo sócia, e tendo de fazer alguma ginástica para os adquirir.

Este livro relata um desaparecimento, passado há quatro anos, mas a dor a incerteza são descritas pela autora de forma brilhante e inconscientemente deu por mim a lembrar-me dos milhares de crianças que desapareceram e nunca são encontradas.

Uma história assustadoramente real, a vingança de uma Mãe, que persegue o assassino, da sua filha, ela sabe quem ele é, mas a policia não consegue fazer nada, e Lauren toma o controlo da situação e resolve ela fazer justiça/vingança, pela sua filha desaparecida e por todas as outras que desapareceram sem que ninguém lute por elas.

Um livro sobre emoções, dor, amor, sentimentos contraditórios, uma história de sobrevivência de uma mulher e de uma filha que ficaram sós com uma incerteza e uma dor indescritível.

Um livro muito forte, em sentimentos, com personagens que nos transportam para o centro da história e acabamos por sofrer com e por esta família, que sobrevive a um pesadelo.

 

12
Mar17

Pedro Garcia Rosado - A Cidade do Medo

m.

 Pedro Garcia Rosado - A Cidade do Medo (Série Não Matarás 1) 4*

 

A Cidade do Medo (Não Matarás #1)

 Um escritor que não conhecia, e através deste primeiro livro, fiquei a conhecer.

Joel um inspector da PJ é chamado a investigar uma sucessão de assassinatos, que decorrem pelas ruas de Lisboa, mas o que ele começa a ver é um padrão, em que o assassino os quer levar a dois políticos e policias corruptos, que há uns anos atrás o enganaram com uns negócios ilícitos, aquando da hipotética construção do novo aeroporto da Ota, e isto a mim é-me muito familiar e actual, porque foi há poucos anos, e numa região e cidade que conheço bastante bem.

Escrita fluida e envolvente, que nos leva através de Lisboa, Alenquer, e Brasil, com histórias que se interagem entre passado e presente semretirar nada á narrativa.

 

 

08
Mar17

Citações #6

m.

 

 

 

" - Os livros podem conseguir muitas coisas, mas não tudo. O mais importante tem de ser vivido. E não lido. Eu tento viver o meu livro. " Perdu para MM;

 

    in O livreiro de Paris; Nina George

08
Mar17

Nina George - O livreiro de Paris

m.

Nina George - O Livreiro de Paris 4,5*

 

O Livreiro de Paris

Jean Perdu é proprietário de um negócio tão especial quanto extraordinário: a Farmácia Literária, uma livraria instalada num barco atracado no rio Sena, em Paris. Ao invés de vender medicamentos, receita livros como remédio para os males da alma. Porém, embora saiba aliviar a dor dos outros, não consegue atenuar a sua própria dor.
O que Monsieur Perdu não sabe é que a descoberta de uma carta do seu passado está prestes a mudar-lhe o destino. Depois de a ler, Jean encontra-se numa encruzilhada: continuar uma existência sombria e dolorosa ou embarcar numa viagem ao Sul de França, até à Provença, ao encontro da reconciliação com o passado e da beleza da vida.

 

Opinião

Assim que vi este anúncio, pensei logo, tem de ser lido por mim, porque tem apenas duas palavras, que adoro, Paris e livreiro.

O senhor Perdu, estou a adorá-lo, e os nomes que ele atribui aos vizinhhos....um critério interessante, **** nunca me teria passado pela cabeça chamar a uma vizinha "oval", mas a solução que ele apresenta para a resolução dos problemas, livros, como qualquer farmácia que se preze têm a cura para todos os males.

Um livro que saboreei com um deleite especial,  empunhando como diz a autora, lápis e papel, lápis para sublinhar as partes que me tocaram especialmente, e papel para as registar para memória futura, porque um livro que fala de livros, pode até ter uma história banal mas as descrições, o amor pelos e para os livros, tornaram-no um dos meus favoritos.

1- "livros para chorar"

2- Livros para amar

3- Livros para saborear

4- Livros para devorar

5- Livros para nos arrebatar

6- Livros para nos emocionar

7 - Livros para sonhar

8 - Livros para viver

9 - Livros que nos transportam para outros lugares. (...)

Poderia continuar, mas acho que sobretudo cada livro é pessoal, é realmente para cada pessoa e para cada ocasião.

 

 E como nem só de livros se falou neste livro, aqui temos a nossa representação.

20170304_205455.jpg                                            in O Livreiro de Paris; Nina George

 

Um livro que foi lido, mas acima de tudo saboreado, pelas palavras, pela história de amor, amizades, pela aventura, a  descoberta de si mesmo, a busca pelo perdão e por respostas que são dificeis de encarar,  Perdu foi uma personagens que me foi cativando ao longo do livro. Max, o escritor do livro "A Noite", é uma personagem secundária, mas que acaba por se tornar mais do que um amigo para Perdu, um quase filho, e como Perdu busca a inspiração, a sua musa inspiradora, que o devolva de volta á escrita, e á vida.

 

No final do livro a autora deixa-nos receitas culinárias e receitas de como tomarmos os livros quando estamos com aquele estado de espírito.

 

 

 

Pág. 1/2