Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os livros como companhia

Um blogue sobre livros, leituras, opiniões sinceras e isentas de interesses.

Os livros como companhia

Um blogue sobre livros, leituras, opiniões sinceras e isentas de interesses.

08.12.18

Meus Autores De Sempre - Agatha Christie

m.
Não sou muito de ter tags e posts que tenham seguimento, mas como os posts estão a a ser mais ou menos (okay menos) frequentes, vou começar (pelo menos do começo posso gabar-me), uma série de Tags com o sugestivo nome de "Meus Autores De Sempre", meus porque estes autores são dos mais lidos e dos quais eu guardo na minha estante, não troco, não vendo e empresto com milhentas condições (okay exagero, mas recomendo a sua devolução, se tal não acontecer lanço os detectives no (...)
02.12.18

Livros emprestados

m.
Tenho muitos livros, não é mentira, eu tenho livros porque adoro ler.  E um dia destes estava a falar com o meu e na tv a falarem da Primeira Guerra Mundial, lembrei-me do José Rodrigues dos Santos e do livro A Filha do Capitão.  Ele disse sim....consegui que o meu pai lesse um livro ou pelo menos pegasse nele. Ontem fui ao quarto dele e qual não é o meu espanto  que ja em leitura avançada para quem pouco ou nada lê.  O pior foi abrir a página e ver que o marcador era apenas e (...)
18.11.18

Jane Eyre; Charlotte Brontë

m.
Charlotte Brontë; Jane Eyre  O que posso dizer deste livro, só coisas boas, muito boas, porque é um livro daqueles que marcam e ficam impregnados em nós. Tinha visto o filme há alguns meses atrás, e pensei tenho ali o livro, agora já sei a história será muito diferente?; comecei a lê-lo, "não demorei nadinha a ler", "devorei" e "saboreei" este livro em menos de duas semanas intercalado com outras leituras. Porque o que é bom deve ser prolongado. O livro superou o filme, no (...)
18.11.18

Leonardo Da Vinci

m.
A primeira vez que ouvi falar deste senhor, foi através da pintura Mona Lisa, e quando descobri mais sobre Leonardo Da Vinci, quis ainda conhecer mais, um dia destes e por causa de um desafio, fui a biblioteca, senti-me em casa, e encontrei um livro, que aparentemente, pensava eu, iria ser mais uma resenha hipotética sobre Leonardo. Engano total, este autor William Wray dá-nos a hipótese de lermos citações dos apontamentos desordenados, inacabados deste artista completo, não só nos (...)